Arruinando infâncias

24 07 2011

– Mas eu também gostava de cantar essas cantigas quando era criança.
– Tinha alguma favorita?
– A da batatinha. Sabe, “batatinha quando nasce esparrama pelo chão…”
– Espalha rama.
– Ahn?
– Batatinha quando nasce espalha rama pelo chão.
– Não, é esparrama.
– Espalha rama.
– Cara, é esparrama. Todo mundo canta assim.
– Canta errado. É espalha rama, em alusão às folhagens da batata.
– Não é possível.
– Pensa comigo. Por que raios a batata ia esparramar pelo chão? Por que você tá ficando pálido?
– Minha infância, cara. Minha infância.
– Que que tem?
– A vida inteira eu achei que era esparrama. Era uma dessas certezas universais. Em qualquer lugar do mundo, a batatinha, quando nascesse, esparramaria pelo chão.
– Você tá exagerando.
– Agora você me diz que é espalha rama. Acreditei na coisa errada a vida inteira!
– Precisa mesmo de tudo isso? Calma, respira.
– Eu ensinei pra minha filha! Ensinei errado! Não fui capaz de ensinar certo uma mísera cantiga de criança! ME ENSINARAM ERRADO!
– Garçom, traz a conta?
– A MINHA INFÂNCIA! ESPALHANDO RAMA PELO CHÃO!
Teve uma síncope quando descobriu que domingo pede cachimbo.

Anúncios

Ações

Information

One response

24 07 2011
Ruds

OMG, EU MUITO JÁ PASSEI POR ISSO DDDD:
Foi devastador -ss /dramático.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: